Opinião: Querem Destruir a Família Através da Arte



O que é arte? O noticiário dos últimos dias, têm nos feito pensar sobre o que realmente é arte. Mas até onde ela vai?

A arte, não se trata apenas de uma pintura elegante, ou uma escultura inspiradora. Por trás de toda arte há um significado oculto.

Vários artistas recorreram às pinturas para denunciar, expressar, contar uma história, ou até mesmo defender alguma ideologia.

Um exemplo foi a corrente artística chamada dadaísmo. Surgiu em 1916 em Zurique. O objetivo do movimento era protestar contra o estrago feito pela guerra, denunciando de forma irônica o que estava acontecendo.

Obra de Raoul Hausmann,



Hoje em dia não é diferente. A mídia e militantes de movimentos sociais têm usado da arte pra propagar suas ideologias porém com um agravante: a degradação moral da sociedade.

O Museu de Arte Moderna de São Paulo colocou em exposição um homem nu, trata-se de uma espécie horrorosa de leitura interpretativa da obra "Bicho", de Lygia Clark, segundo o MAM. O que mais gerou revolta foi o fato de que uma criança de aproximadamente 5 anos, ser estimulada a tocar o artista.

Eu, pessoalmente não atrevo a chamar isso de arte. Houve uma distorção fora do normal da interpretação que eles fizeram da obra original. No site oficial da artista falecida, Lygia Clark, o conjunto das obras é descrito da seguinte forma: são

"esculturas, feitas em alumínio, possuidoras de dobradiças, que promovem a articulação das diferentes partes que compõem o seu “corpo”. O espectador, agora transformando em participador, é convidado a descobrir as inúmeras formas que esta estrutura aberta oferece, manipulando as suas peças de metal."  

Ou seja, a obra original não envolve qualquer tipo de nudez humana, apenas há objetos dobradiços que podem ser articulados pelo público. Isso sim é arte.


Exposição de Lygia Clark em Nova Iork:



Exposição Lygia Clark no Brasil:

Resultado de imagem para homem nu mam museu sao paulo
Resultado de imagem para homem nu mam museu sao paulo
Imagens retiradas da internet



Não tem como falar que isso é normal! Percebe-se a grande diferença da apresentação feita no Museu de Nova Iork pra o Museu de São Paulo. É muita inocência acreditar que não há uma malícia por trás disso. É muita falta de vergonha na cara não reconhecer que a arte foi deturpada pra defender os horrores dos desejos humanos.

Pra justificar esse ato, se falou de tudo, como por exemplo: havia sinalizado na entrada o teor da exposição. Ainda defenderam dizendo que a mãe estava presente e que havia autorizado. Ora, se havia um aviso sobre o teor da apresentação, então como essa criança foi parar lá? Não basta avisos, tem que ser proibido mesmo! Dizer ''eu avisei" não justifica! É a mesma coisa de dizer que uma mulher mereceu ser estuprada por que usou roupas inadequadas. Eu esperava mais do movimento feminista! Não são elas que dizem que a mulher tem o direito de ir onde ela quiser sem que seja abusada sexualmente? Chega de hipocrisia! Aquela criança não mereceu ser estuprada, chega de justificativas! Nada justifica esse abuso! Chega de justificar! 

Aquela mãe também estava errada quando levou aquela criança, pois ela sabia do que havia dentro do museu. É pra isso que existe classificação indicativas em filmes e novelas: para que os pais tenham um controle sobre o que seus filhos têm acesso. E quando os pais não ligam pra isso, é irresponsabilidade dos tutores, os pais tornam-se criminosos por expor seus filhos a eventos traumatizantes que no futuro podem acarretar várias sequelas no comportamento deles.
Não se pode confiar totalmente nos pais. Não é por que pariu que estes vão amar as suas crias. Recentemente saiu a noticia de que uma criança havia sido deixado numa cela com um bandido para que este fosse abusado sexualmente. Uma notícia bem parecida com a que estou comentando. O garoto tinha apenas 13 anos e foi deixado com o consentimento dos pais.

Voltando ao assunto, a grande mídia aplaudiu o feito. Uma criança se envolvendo com a ''arte" inocentemente. Não demorou para que isso virasse uma pauta no programa Encontro, da Globo. O momento mais épico do programa foi quando os atores globais defendiam a performance do MAM, quando uma senhora, humildemente, resgatou a razão ali naquele programa.

Reprodução: Programa Encontro - Globo


Dona Regina representou a família brasileira quando se levantou pra refutar esse absurdo. Nesse momento eu vi ali a representação da grande mídia guerreando contra a família, que normalmente não tem voz, sendo visível o total desprezo ao povo de bem pela covarde rede Globo.

Reprodução: Programa Encontro - Globo


É normal que a rede Globo apoie esse CRIME que foi realizado, isso por que a emissora sustenta a sua programação diária através de nudez e pornografia. Então a estratégia deles é: acostumar criancinhas com o nudez, para que as mesmas busquem mais conteúdos que possa satisfazer​-las, através dos conteúdos pornográficos da Globo. Querem doutrinar as nossas crianças a serem coniventes com a prostituição, a nudez, a lascívia e tudo que destrua a moral. A prova disso é o fato de ter tirado a TV Globinho e terem colocado lá um programa ativista que defenda atrocidades como o abuso infantil através da arte.

Comentários

Mais acessados da semana: