Falsidade: Uma Máscara que Não Quis Ser Transparente

01/11/2013 19:38
Primeiramente vamos explicar o título (que também é uma das minhas frases) "Falsidade: Uma Máscara Que Não Quis Ser Transparente" . Na maioria das vezes essa coisa é retratada como uma máscara, ela é um objeto bonito, legal e é usado em festas à fantasia no qual a mais elegante é a que mais chama a atenção. No teatro se usa máscaras para se passar por animais, objetos inanimados e outras pessoas, ou seja, de certa forma a indentidade do ator é escondida.
  Na falsidade não é diferente, ela serve sim para chamar atenção e o falso quer que os outros pensem maravilhosamente bem sobre ela... com ajuda da máscara, é claro. Essa doença serve para chamar atenção à uma coisa artificial que se usa num momento e na sua intimidade tira, lá no seu lugar onde ele chora por ser o que é. A falsidade portanto é uma máscara de um indivíduo que se exclui de si mesmo para agradar os outros ou se esconder através dela.
É triste saber que existe esse tipo de pessoa, o falso tenta criar tanto para os outros uma imagem de "perfeito" que as vítimas começam a amar essa máscara, entenderam? As pessoas não vão amar o "eu" mas justamente a máscara dela, daí vem outra frase minha: o maior castigo do falso é não ter ninguém que o ame do seu própio jeito [talvez se eles não fossem assim, alguém no mundo os amariam de verdade]. Essa pessoa tenta achar que está tudo bem, chegando a enganar ela mesma.


FALSIDADE, MÁSCARA ENGANADORA


A falsidade atrapalha e muito! Imagine a seguinte situação: você numa oferta de emprego te perguntarem se é capaz de executar uma função quando na verdade nunca soube como fazer, seria nada bom né? O contratante seria enganado. Mostre o que você realmente é porque "Deus tem chamados específicos pra cada um de nós".

ENGANADORA: que engana. Quem engana mente, e quem mente: tem por pai o diabo. Agora me diz: é possível ser santo servindo a outro senhor?
Isso também é ensinado por Jesus, que sejamos humildes (ora, não é possível ser falso e humilde ao mesmo tempo). Deus se agrada disso? Nem preciso responder.

Onde Foi Parar o meu EU?


Falsidade. Uma máscara que não quis mostrar sua identidade, quem ela realmente é para tão somente agradar aos outros! Se importa tanto com sua imagem para com o mundo que jogou seu tão fiel "eu" no esquecimento... jogando seu amor, interesses e opiniões no abismo. Seu tão fiel "eu" que mesmo jogado de lado, na sua intimidade "eu" é quem está lá.
Pra quê agradar aos outros se não agrada a si mesmo? O que leva a pessoa se importar mais com a opinião pública enquanto seu "eu" clama por amor verdadeiro? Agrade você primeiro! Ele está como saudades de você, ele te quer de volta.
Não é preciso se dividir em dois para ser bem visto, o bom testemunho é essencial, mas é muito diferente da falsidade porque sendo falso, você não está fazendo de verdade, ter bom testemunho é uma coisa real.


Se você tem esse mal, tire logo essa máscara antes que Deus faça isso por você. Não busque mérito por algo que você não é. Se a mentira tem perna curta, a falsidade se arrasta como cobra pelo chão. Você não precisa disso! Viva seu "eu" e seja simplesmente feliz!
Bom pessoal, essa foi a mensagem que o Senhor pôs no meu coração. Que Ele te abençõe muito! Até a próxima oportunidade se Deus quiser. Comente!

Comentários

Mais acessados da semana: