Às Vezes o Ombro Dói

16/11/2014 16:27

Como é lindo a amizade. Os amigos brincam, juram fidelidade, conversam sobre suas vidas.... 
Pode ser inocência demais, mas, vamos ser sinceros, quem nunca aproveitou o amigo para derramar sobre ele todas as desgraças as quais você vive? Claro, não há problema nenhum nisso, desabafar é bom. Pois a função do amigo é essa: ser o ouvinte, o conselheiro, ajudar e 
ser ensinado.

Mas o que acontece, caro leitor, o dilema desta mensagem é esse: e quando, na relação da amizade, não houver mais dois amigos mas sim apenas um? e quando todo o assunto se centralizar unicamente no "eu" de apenas um deles? É uma coisa estranha, não compreendo isso, as pessoas se dizem ser amigas até a morte, mas em todos os assuntos o que predomina sempre é o "eu". Daí aceitamos como se nada estivesse acontecendo, pois naquela hora, a 
parte menos importante da amizade, você, não existe. Aceitamos porque supostamente gostamos realmente da pessoa e queremos o bem dela. 

Mas confesso: chega a ser enjoativo mesmo! Não só porque a pessoa fala dela mesma, mas o que me enjoa é saber que você está diante de alguém que não está nem 1% interessada na sua 
vida e que, mesmo assim, jura ser seu amigo. Isso me dá nojo.
Não sei o que dá na cabeça da pessoa para achar que minha vida gira, exclusivamente, ao redor dela. Sabe, não há nenhum problema em contar seus problemas e tudo mais, mas que 
não se esqueça que seu outro amigo também tem uma vida difícil, tem milhares de problemas e que ele também precisa de falar o que sente. Seu amigo também vive, seu amigo também chora sozinho, seu amigo também existe!

Talvez você vê seu amigo te aconselhando, te dando boas ideias, mas isso não significa que ele seja uma pessoa equilibrada emocionalmente. Uma pessoa NUNCA aconselha-se a si mesmo. Abra sua mente e entenda, não abuse do ombro do seu amigo, às vezes o ombro dói.

Comentários

Mais acessados da semana: