A salvação é pela graça, fé ou pelas obras?

24/05/2014 13:53



"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie." (Ef.2:8-9)

A salvação se dá pelas obras, fé ou pela graça? A Bíblia apresenta várias passagens que fomentam a ideia de que todos eles são necessários pra salvação. A grande dúvida é sobre algumas referências que não citam todos os fatores ao mesmo tempo dando um sentido, pra quem lê isoladamente, único ou incompleto . Afinal, a Bíblia se contradiz ao definir salvação?

Esse é um tema muito discutido entre as religiões: algumas afirmam que a obra é a mais importante, outras ressaltam a fé, etc. Ultimamente tá sendo muito discutido a questão da predestinação, porém, neste artigo, vamos falar só desses 3 itens pra salvação. Se você quer saber mais sobre o que penso da predestinação, comenta aí embaixo, vamos fazer um artigo especial.

É preciso fazer um estudo concreto sobre a Bíblia, estudando o contexto geral de todas as referências. Eu costumo dizer que a Bíblia é completa por si mesma, ou seja, ela se “auto-explica”. Não se pode, de maneira alguma, pegar um texto isolado e criar uma doutrina (como muitos fazem) sem antes descobrir o que aquilo realmente queria dizer. No caso, é preciso entender o contexto e posteriormente descobriremos o qud a Bíblia se refere ao falar de obras, fé e graça.

A fé é inválida quando não praticada. Seria muito fácil somente acreditar e não mover uma palha pro Reino de Deus. Esse é o problema. Por isso, a fé e as obras devem andar juntas, como Tiago disse em seu livro, cap. 2.14: "a fé sem obras é morta."

 São tão ligadas que Tiago as compara como um corpo e um espírito, pois um não é sem o outro. Ele disse isso ao ver que muitos têm vergonha em demonstrar a sua fé em Cristo e ao ver que muitos cristãos fazem acepção de pessoas. Tiago, no capítulo 2, ele vai trazer a lembrança o método que Jesus. Ao lermos o Evangelho, notamos algumas coisas: havia compaixão e amor pelo próximo (como o paralítico a beira do tanque), havia também a graça do perdão (como foi a mulher adúltera), e também houve arrependimento de pecados, como foi com o ladrão na cruz, mas o que podemos comparar com Tiago é que ele também prezava pelo amor ao próximo, o conceito de salvação pelo próximo na cabeça de Tiago era uma esteriótipo de um verdadeiro discípulo, como Jesus mandou que fôssemos. Pois um discípulo de Jesus, ele prega, evangeliza, faz caridade com o próximo, etc. Ou seja, a obra é um reflexo da salvação, ou da fé. Isso é evidente.

Paulo diz na passagem transcrita acima que "não vem das obras pra que ninguém se glorie". Se você meditar um pouco vai perceber que a obra foi imposta pra que dê glória a Deus, não a nós, ou seja, quando a obra é justa, feita para Deus, aí sim é um fator importante para a salvação. Também é possível perceber que Paulo quis combater esse mito de que falam: "se você fizer isso e aquilo será salvo..." É preciso honrar a Deus de coração em tudo que fazemos.

Quanto à graça, refere-se às coisas que depende somente da escolha de Deus (Ef. 2:5), como: provisão divina da salvação, ser espiritualmente vivificados, misericórdia e perdão de Deus. Devemos lembrar que Deus é nosso Pai, quando Ele viu que a humanidade toda tinha se perdido, olhou lá do alto e teve misericórdia para conosco. Há coisas que só dependem de Deus: cabe a Ele decidir se vai querer ou não te vivificar espiritualmente, nos perdoar, etc. Mas claro que você pode se intervier nisso (antes da decisão dEle), pois não é possível receber a graça sem fizer algo por merecer. Alcançará a graça fazendo o que é certo e agradável aos olhos do Senhor, seguindo todas as recomendações do Livro Sagrado.

É impossível falar de salvação sem que alguém questione acerca o ladrão na cruz. Muitos acham que este ladrão não fez obras, mas posso considerar que ele fez sim. Ele não teve oportunidade de fazer obras, mas Jesus sabia que ele havia se arrependido totalmente. Prova disso é que ele defendeu Jesus quando o outro ladrão  injuriou Jesus. Defender Jesus é uma obra linda. Porém isso não seja o tipo de obra que Tiago falou, aí que vem o conflito. Mas aí podemos entender um pouco melhor o conceito da graça. Pois o arrependimento sempre foi a base de tudo. No período que Israel viveu sobre liderança dos juízes, sempre que a coisa apertava, o povo se arrependia e Deus os perdoava, e não foram poucas as vezes. Da mesma forma, Deus preza muito pelo arrependimento, se formos salvos pelas obras, tais não poderiam ser válidas pra tamanhos pecados que cometemos todos os dias. Dessa forma, sem graça não chegaríamos ao céu. Deus merece mais do que esses poucos missionários que existem, se alguma alma morre pelo evangelho, ainda é pouco diante do sacrifício do Unigênito de Deus. Você pode fazer o que for, mas se a graça de Deus não está em você, a sua obra é inválida. Se você tiver a graça de Deus é lógico que você possui alguma fé. Um ser humano não atrai a graça de Deus atoa.

Podemos ver então que cada um desses conceitos se interliga e faz sentidos juntos, podemos ver que a salvação é resultante de todos eles. Claro, há outros conceitos fora estes que também interfere na salvação, bem como o batismo nas águas, arrependimento, a crença nas escrituras, etc. que vou comentar mais a frente.

Em resumo: A salvação pelas obras só são válidas quando estamos em Cristo por intermédio da fé e graça de Deus.

Amigoss lembrem que a casa construída sobre a areia, sobrevindo a tempestade, cai, mas a casa edificada sobre a rocha, prevalece. A Palavra de Jesus é a edificação, cabe a nós a obra de firmamento, bem como a prática da mesma e, claro, acreditando que Jesus é o nosso Único Salvador. Até mais!






E aí? Qual é a sua opinião sobre a salvação? Comente aí em baixo!

Comentários

Mais acessados da semana: